COOPERATIVA AGROPECUÁRIA DE PEDRINHAS PAULISTA
Cooperativa Agropecuaria de Pedrinhas Paulista


















  Filial de São José das Laranjeiras já terá disponíveis dois novos silos para a colheita da safra 2020/21

  A construção dos dois novos silos para armazenamento de grãos na filial da Cooperativa Agropecuária de Pedrinhas Paulista em São José das Laranjeiras (distrito de Maracaí) está em fase de conclusão. A obra garante aumento na capacidade de armazenamento da unidade em mais 150 mil sacas, a capacidade total é para armazenar 400 mil sacas.
   oram construídos dois novos silos, cada um com a capacidade de 75 mil sacas e, no momento, estão sendo finalizados alguns detalhes e ajuste na parte elétrica da obra. Os silos já estarão disponíveis aos agricultores da região de Maracaí já nesta safra 2020/21, cuja colheita deve começar na segunda quinzena de fevereiro.
   "A filial de Laranjeiras é um orgulho para a CAP porque os cooperados têm sido muito bem atendidos por nossa equipe e o volume armazenado vem aumentando a cada ano. Esta crescente demanda nos levou a aumentar a capacidade estática com a construção de mais dois silos e modernizar toda estrutura. Inclusive, ela foi a primeira unidade a receber o sistema de combate a incêndio o que trouxe ainda mais segurança a toda equipe e aos cooperados", relata o presidente Franco Di Nallo.

  Segundo ele, como a pavimentação asfáltica das ruas da matriz de Pedrinhas Paulista foi alvo de muitos elogios por parte de cooperados e colaboradores, agora a meta é realizar a mesma melhoria na filial de São José das Laranjeiras. A realização da obra está em estudo por parte da Diretoria, mas deve ocorrer em breve, pois este tipo de realização traz muitos benefícios aos associados e colaboradores.


  Chuvas trazem expectativa de colheita recorde aos associados da CAP

  As chuvas estão abundantes e caindo de forma uniforme na área de atuação da Cooperativa Agropecuária de Pedrinhas Paulista neste início de ano, o que enche o agricultor de esperanças e de boas perspectivas quanto à safra 2020/21. Mesmo tendo havido uma pequena seca no início das lavouras, isso não trouxe qualquer efeito nas áreas.


   Temos acompanhado que nem algumas lavouras do Norte do Paraná estão com a qualidade de plantas que temos visto no Vale do Paranapanema. Nossas áreas estão muito bonitas e as chuvas estão sendo maravilhosas, lembrando que nosso Departamento Técnico tem acompanhado as lavouras de perto e instruindo os cooperados sobre as pragas e doenças que podem surgir neste período, como fazer a sua prevenção e combate.
  Até mesmo os preços da soja estão atrativos e o otimismo é grande para as colheitas, que devem ter início após o dia 20 de fevereiro. Já observei alguns agricultores até mesmo preocupados com o excesso de chuvas, pois isso pode afetar a qualidade dos grãos, mas destaco que é muito mais provável que haja perdas na lavoura com estiagem do que com chuva. Mas, por enquanto, as chuvas estão caindo no momento certo.
   As expectativas estão mais do que otimistas porque, ao colocarmos na ponta do lápis, nesta safra não foram plantadas lavouras muito caras e isso, aliado a bons preços oferecidos, podem trazer grande lucratividade aos nossos associados.
   Sempre pronta a servir e melhor atender todos os seus cooperados, a CAP também já tem à disposição dos associados da região de Maracaí os dois novos silos da filial de São José das Laranjeiras, que estão recebendo as sacas de soja na colheita desta safra. Também já temos em planejamento diversas outras melhorias a serem implantadas na matriz e em nossas filiais e, assim que as mesmas forem aprovadas pelos membros da Diretoria, vamos divulgar a todos os nossos cooperados.
  A agricultura não para. Mesmo em tempos de pandemia, o setor do Agronegócio segue a todo vapor. Por este motivo a CAP segue investindo em melhorias, para acompanhar todo esse dinamismo do setor e sempre oferecer o melhor atendimento possível aos seus associados.

   Franco Di Nallo
   Presidente

   Fase Vermelha do Plano São Paulo traz incertezas quanto à realização da assembleia da CAP deste ano

   No primeiro trimestre de cada ano ocorre a assembleia geral ordinária da Cooperativa Agropecuária de Pedrinhas Paulista e, como é norma a cada três anos, durante o encontro ocorre também a eleição para o Conselho de Administração da CAP,


bem como a do Conselho Fiscal que é realizada todo o ano. O ano de 2021 é um dos anos em que estas votações vão ocorrer.
  Estava tudo programado e organizado para que a assembleia fosse realizada no próximo dia 12 de fevereiro, porém o Governo do Estado de São Paulo rebaixou a região de abrangência do Departamento Regional de Saúde DRS IX (Marília)para a fase vermelha do Plano São Paulo, proibindo toda a qualquer forma de aglomeração.
   Com a regressão, a Prefeitura de Pedrinhas Paulista também adotou as medidas, por meio do Decreto Municipal 1660/2021, que seguem à risca as determinações do Governo do Estado.
   Como estão proibidos todos os eventos que promovam a aglomeração de pessoas, isso traz empecilhos para a realização da assembleia, pois nas normas sequer é citada a possibilidade de eventos com pessoas com 1,5 metro de distância uma da outra, sendo claro no Decreto Municipal, que estão proibidas toda e qualquer tipo de reunião. Até mesmo as missas e cultos não podem ser realizados.
   Diante desta impossibilidade a CAP aguarda uma posição dos governos Estadual e Municipal, com reclassificação de nossa região em uma fase mais flexível do Plano São Paulo o que permitiria que, com todos os cuidados e normas, a assembleia possa ocorrer.
   "Queríamos evitar que a assembleia ocorresse em época de colheita, mas pelo jeito isso não será possível. O prazo máximo para as assembleias seria o mês de março, mas até mesmo a OCB (Organização das Cooperativas Brasileiras) já começa a deliberar que este prazo pode ser estendido em razão do momento que atravessamos", comenta o presidente da CAP, Franco Di Nallo.
   Estamos expedindo e publicando o edital de convocação para realização no dia 19 de fevereiro, no Salão de Eventos "Alfredo Di Nallo", com terceira convocação definida para às 9:00 horas. Considerando a previsão estatutária a convocação tem que ocorrer antecedência de 20 dias, a publicação foi realizada na expectativa de até aquela data haja a flexibilização nas regras de controle da pandemia.
   Como a posse dos novos administradores eleitos será no dia primeiro de abril, há a necessidade de antecipação dessa data, para realizar todos os tramites legais como o arquivamento da ata na Junta Comercial do Estado de São Paulo e atualização dos cadastros junto aos bancos, habilitando-os para realizarem as movimentações necessárias.
   O presidente destaca que o mais importante neste momento é a saúde dos cooperados e de todos os colaboradores da Cooperativa. "Lei é para ser obedecida. Vamos acompanhar as determinações do Governo do Estado, da Prefeitura e das autoridades locais de Saúde e aguardar para que até essa data haja condições para a sua realização", encerra Di Nallo.

-->

Associados da Matriz e filiais da CAP marcam presença no 'tratoraço'

  Apesar do governador de São Paulo, João Doria, anunciar no seu twitter que determinou o recuo no aumento do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) para insumos agrícolas, agricultores e pecuaristas do estado resolveram manter o protesto da quinta-feira, dia 7 de janeiro, em formato de "tratoraço" contra as medidas do chefe do Executivo paulista.

   No estado de São Paulo mais de 200 cidades realizaram o "tratoraço", organizado pela OCESP Organização das Cooperativas do Estado de São Paulo e os sindicatos rurais. A Cooperativa Agropecuária de Pedrinhas Paulista marcou presença na mobilização, com o movimento ocorrendo na matriz pedrinhense e nas filiais de Florínea e São José das Laranjeiras, que teve a participação de 93 tratores e caminhões e cerca 125 produtores rurais.
   Na oportunidade o vice-presidente Antonio Franco Neto e os diretores Alessandro Grosso e Fábio Beccegato fizeram questão de estar nos três locais, agradecendo a todos pela presença e reforçando o apoio da CAP às reivindicações dos agricultores.

   CAP mantém rigorosas medidas de prevenção à covid-19 na matriz, filiais e no Supermercado CAP

          O Governo de São Paulo divulgou no dia 15 de janeiro que a região de Marília, na qual está inserida o Vale do Paranapanema, entrou na fase vermelha do Plano São Paulo, com suspensão de atendimento presencial em comércios e serviços não essenciais.

  Com a regressão para a fase vermelha, 62 municípios do DRS (Departamento Regional de Saúde) de Marília só podem permitir o funcionamento de atividades essenciais como farmácias, mercados, padarias, lojas de conveniência, bancas de jornal, postos de combustíveis, lavanderias e hotelaria. Comércios e serviços não essenciais só podem atender em esquema de retirada na porta, drive-thru e entregas por telefone ou aplicativos.
   Na noite de 18 de janeiro a Prefeitura de Pedrinhas Paulista, por meio de sua Assessoria de Comunicação, divulgou nota oficial sobre as medidas adotadas em atendimento à fase vermelha do Plano São Paulo, medidas estas que fazem parte do Decreto Municipal 1660/2021 e que seguem à risca as determinações do Governo do Estado.
   Tendo isso em vista a Cooperativa Agropecuária de Pedrinhas Paulista mantém suas ações de prevenção à covid-19, medidas estas colocadas em prática desde março de 2020 e que têm se mostrado muito eficientes.
   Além do acesso à matriz e filiais serem controladas, todas as unidades possuem à disposição álcool 70% para higienização das mãos e todos os setores estão demarcados para que seja sempre mantida a distância segura de 1,5 metros dos atendentes.
   Segundo o presidente da CAP, Franco Di Nallo, a maior preocupação é com o Supermercado CAP, que registra diariamente um grande fluxo de pessoas. As medidas também foram implantadas na loja e se procura, ao máximo, evitar a aglomeração de clientes no local. "Como a população de Pedrinhas Paulista tem entendido que isso é para sua segurança e de nossos colaboradores, tudo está ocorrendo de maneira tranquila", diz ele. O presidente destaca ainda que poucos colaboradores foram acometidos pelo novo coronavírus e, felizmente, não foram casos graves.

COOPERATIVA AGROPECUARIA DE PEDRINHAS PAULISTA
COOPERATIVA AGROPECUÁRIA DE PEDRINHAS PAULISTA 2021
Todos os direitos reservados
Matriz: 18 3375-9000
sac@coopedrinhas.coop.br